terça-feira, 17 de junho de 2008

When you are strange...

Sabe quando você está naquele bar com um bando de amigos enchendo a cara e só você tomando guaraná? Ou quando alguém sugere ir a uma churrascaria e um amigo revela que é vegetariano e ninguém nunca tinha reparado? Ok, que tal quando alguém resolve revelar que é virgem, mesmo todas as pessoas presentes tendo mais de 20 anos? e então como você reage? Se você olha torto ou começa a aloprar ou destratar seu pseudo-amigo ou colega com a maior cara-de-pau, meus parabéns! Você merece o prêmio imbecil do milênio.
Toda vez que eu vejo rolar uma situação dessas me vem uma coisa à mente: o medo que as pessoas tem de não se encaixarem. Quer dizer: até quando você está dentro de um grupo de excluídos, um bando de gente que teoricamente não se encaixa nos padrões da sociedade e aí alguém solta algum comentário anti-emo, anti-clubber,anti-nerd, anti-pagodeiro ou whatever.tudo bem uma vez ou outra fazer piada, ou brincar na inocência, ams quando entram as piadas de matar pagodeiros, espanacar emos e isso se torna um hábito... aí sim os problemas surgem.
Comentários do tipo: "você traiu o movimento punk "; " metal que é música, o resto é lixo", "emo é música de viado" e etcs são o tipo de imbecilidade que nos torna bichinhos assustados que atacam outros subgrupos para conseguirmos nos defender e nos sentir parte d ealgo maior. Será que a maior parte d en´so não entende que somos todos seres humanos? E se eu sou um "marmanjo" de 20 anos que joga videogames, não bebe álcool, não fuma, não faz sexo só por fazer e sabe de cor a música de abertura de Sakura Card Captors o que isso me torna? Algo aberrante?
São as diferenças que nos tornam humanos interessantes, que nos fazem ter algum charme especial . Ter seu gosto não e´pecado, agora impor seu gosto para roupas e música, sua religião, seus valores morais e sua forma de viver a vida a outros seres humanos (a não ser que se trate de leis) , é uma tremenda imbecilidade. Aconselhar é normal, impor é babaquice pura.

Porque a coisa que mais nos divide é nosso desejo de dividir, e não as diferenças em si...


"People are strange, when you're a stranger
Faces look ugly when you're alone
Women seem wicked, when you're unwanted
Streets are uneven, when you're down

When you're strange- faces come out of the rain (rain, rain)
When you're strange- no one remembers your name
When you're strange, when you're strange, when you're str-ange"

9 comentários:

Ellënsil Calima disse...

Puuuuxa me lembrei deste clip, que aliás é muito engraçado que você só consegue ver a "estranheza" que acharam nas pessoas que aparecem nele quando está atento à isso...
Muita vezes falamos muitas coisas sem pensar, seguimos esteriótipos e crenças que nem damos conta que estão em nós... Alguns valores, moral, atitudes estão tão intríncecos e isso apesar de ruim é ainda sim maravilhoso pois você nota o que a convivência e o meio social podem fazer com as pessoas... Por acreditar nisso acredito que muitas coisas podem mudar se você buscar prestar atenção e quiser mudar de atitude. Acredito que cada pessoa é um universo em si mesmo e isso é lindo, são as coisas diferentes que nos dão gama que há outras formas de agir, pensar e decidir a partir daí esta forma seria mais coerente com o que você acredita.

Ellënsil Calima disse...

(II)

Grupos sempre trazem uma formas de acolhimento, um reconhecer-se em outro, talvez um conforto.
Mas não é porque não são de turma tal, que não usam cor tal, que também pode-se perder as "estribeiras" beirando em falta de respeito passando dos limites saudáveis de brincadeiras.
Eu acho muito interessante quando vejo pessoas reclamando de um governo ou feministas vermelhas falando da opressão masculina (e não estou dizendo que não exista, por favor não entenda mal), mas no discursso você vê apenas a vontade de estar no lugar do seu opressor e não de tornar as coisas realmente melhores, igualitárias ou justas...
Pensamentos diferentes são sempre bem-vindos, bom humor também, mas às vezes parar pra pensar sobre de onde veio sua opnião também pode ser proveitoso, não?
;)


Sir John adoro seu blog, hombre, eu não comento tanto pq estou sempre correndo, alias agora já deveria ter saído rss
beijos
***

Raquel disse...

... a bronca tb serve pra mim, tb serve pra todos... apesar de eu sempre tentar, no melhor de mim, espantar esse tipo de pensamento!

...e às vezes, também, não faço por maldade! XD
well well... eu PRECISO sair pra estudar, então se eu tiver melhores idéias pra comentar esse post, manifesto-me mais tarde, amore mio!

Beijos mil!

Heart of the Sunrise disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Heart of the Sunrise disse...

Com dois ou mais sou massa de modelar, sozinho sou semi-esquizóide.

Diferença complementa, indiferença pode ser saudável, imposição é violência, então tudo está errado.
Há um tempão.

Bah.
Brindemos com groselha, esperando que, um dia, o medo de não encaixar nos aflija a todos apenas quando o momento envolver duas belas pernas abertas, carne quente virando gemidos e um encaixe prestes a ser, de fato, feito.

Dragão de Bronze disse...

Sí, se puede.

Handshaking with Joe, apesar de ainda ter algo muito contra emos.

Mas eu lá tenho algum motivo. E, bom, nunca fui a favor de violência contra eles, afinal.


E eu ainda digo que o metalzão não leva a nada!


(mas é divertido bagarai!)

de vendetta disse...

olha só! algo sobre o que eu entende muito!!! ser estranho.


eu tenho o costume natural E intensional de ser estranho até pros estranhos e mesmo assim pareço comum a metade do tempo... estranho né?

vamos lá...


EU sou contraditório de carteirinha, dira, por que sou plural. Isso quer dizer que eu tenho mais de uma opnião sobre um mooooonte de - quase todos - os assuntos... Eu sou filho de uma pessoa normal que se faz de maluca com uma que é maluca e se faz de normal..(não me pergunte qual é qual porque as vezes trocam...)

pessoas tão estranhas tedem a deixar quem as rodeia bastante confusas...

vamos ao ponto do comentário...
eu entendo seu ponto e concordo, mais ou menos... porque tem algo de radical em mim que diz que quase qualquer comentário preconceituoso é estúpido e deveria ser repudiado, pois faz daquilo que importava para alguém, algo ridículo... tem um outro lado meu que é bem tonto e palhaço, tanto que pouco importa do que estamos falando, é tudo muuuuito engraçado, ou seja as favas com o mundo...
aí a gente pega a regra atual, o BOM SENSO, e faz uso.. olha só...
depende da hora!
EU ACHO QUE É TOSCO VIVER SEM PIDAS E QUE É MAIS TOSCO AINDA ZUAR ALGUÉM. mas vai fazer o que então? eu opto poor mudar de postura de acorod com a situação... é o que chamam de flexibilidade.a gente acaba errando de quando em quado(vide eu falando sobre um rapaz incrível de 17 anos, que depois disso não fala comigo mais...)

Mas o que é mais duro mesmo é fazer isso sem perder a honestidade!!!

Fora que esse tipo de brincadeira não pode ser levada a sério nem por quem faz, nem por quem ri, nem por quem é zuado...
e é divertido ser zuado quando é assim. então é tipo RPG mesmo...
se o mestre estiver num pique 'vou matar todo mundo' e os jogadores amam seus chars.. aí fodeu, né?

então.. existe hora pra ser um imbecil do milênio, bem colocado e por isso ser um cara legal, e existe hora pra ser um paladino e cravar a moralidade nos outros com sua espadinha sem ser o maior tosco-chato da nossa era.

agora se errar a hora, meu amigo.. tá ferrado!! e é errando que se aprende...

conclusão I: se tratado de brincar, ou a gente se fode ou a gente é fodido e por nossos próprios amigos... mas o importante é que todo mundo se divirta a maior parte do tempo, hehehehe

conclusão II: o Thomas é um psicopata que matará todos os maniacos preconceituosos que não disserem Ní!

conclusãoIII: joe, relaxa...

cloneclusion: xx, xy, xxy

conclusãoYYZ: peron din gon... peron din guin guin...

inclusão: eu ainda amo meus amigos mesmo eles sendo tão idiotas quanto eu...

de vendetta disse...

fala falafalafalafala falafala fala...

pelo menos existe algo em que podemos confiar...


tá todo mundo errado.

=) vai ser feliz.

Dragão de Bronze disse...

"conclusão I: se tratado de brincar, ou a gente se fode ou a gente é fodido e por nossos próprios amigos... mas o importante é que todo mundo se divirta a maior parte do tempo, hehehehe"

Ouvi uma indireta pra "Thomas quer suruba"?